Ministério da Cultura
Cultura

Ministra visita obras do novo edifício do Arquivo Nacional

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, visitou nesta sexta-feira, 14, a obra do novo edifício do Arquivo Nacional de Angola (ANA) que está a ser construído na zona da Camama.

A governante, acompanhada por quadros seniores do sector, recebeu durante a visita, informações detalhadas sobre a execução do projecto que servirá para acolher, no futuro, os serviços especializados do Arquivo Nacional de Angola.

Carolina Cerqueira destacou a visão estratégica do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, pela atenção que tem dado ao sector da cultura, factor evidenciado com a edificação de uma obra de grande dimensão, como é o caso do novo edifício do Arquivo Nacional de Angola, que pela sua modernidade, operacionalidade e utilidade servirá de referência a nível regional e internacional.

O novo edifício do Arquivo Nacional de Angola surge no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento que prevê, entre os seus objectivos específicos para o sector da Cultura, a implementação do Sistema Nacional de Arquivos.

A infra-estrutura ocupa uma área de 4 hectares, com 30.540 metros quadrados de construção, num total de 5 pisos.

O edifício terá, entre outras dependências, 69 salas de arquivo, 39 escritórios, dois laboratórios, três salas de exposições, dois auditórios, 9 salas de formação.

A infra-estrutura, depois de concluída, permitirá a correta melhoria da acomodação da documentação existente no Arquivo Nacional de Angola, assim como a incorporação dos documentos produzidos depois de 1975 pelos Órgãos de Soberania do País, a serem transferidos para aquela instituição, melhorar o estado de conservação e a qualidade de serviços no acesso dos investigadores e estudantes ao seu acervo. Vários outros serviços que actualmente não são desenvolvidos por falta de espaço e técnicos serão prestados no novo edifício.

O Arquivo Nacional de Angola, abreviadamente designado (ANA) é uma pessoa colectiva de direito público, do sector administrativo, dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa, financeira e patrimonial que tem como objecto principal coordenar a política arquivística nacional e supervisionar o funcionamento do Sistema Nacional de Arquivos, sendo o órgão reitor da política arquivística nacional.