Ministério da Cultura
Cultura

Festival de Cinema Africano homenageia cultura angolana


O programa de homangem inclui ainda a projecção dos filmes “Alda & Maria”, “Angola Ano Zero”, “Paroles Cinéastes” e o “O Herói”. Estas obras cinematográficas sublinham a relevância excepcional do país renascido das cinzas depois de ter sido duramente afectado por conflitos e guerras.



Angola faz-se representar no evento por uma delegação integrada pelos consultores da ministra da Cultura, Cornélio Caley e Joelson Rangel, bem como o embaixador angolano em Marrocos, Benigno Vieira Lopes.



Em exibição estarão 15 filmes na competição oficial, provenientes de 14 países diferentes de África: Camarões, Quénia, África do Sul, Marrocos, Argélia, Tunísia, Tanzânia,  Benim, Gana, Costa do Marfim, Congo, Ruanda, Mali e a Zâmbia.



Estas produções estarão em competição para o Prémio Ousmane Sembène.



Uma exposição internacional de arte contemporânea de África,  encontro literário, homenagem à cultura angolana e outras actividades são os acontecimentos culturais programados para preencher o evento.



Em 41 anos de existência, o Festival do Cinema Africano de Khouribga (FCAK) é o mais antigo festival de cinema de Marrocos. Ao longo dos anos, participou na promoção da cultura e da indústria cinematográfica africanas, no reforço dos laços privilegiados que Marrocos mantém com os seus vizinhos  africanos, mas também à difusão cultural da cidade de Khouribga.



Iniciado pela Fundação do Festival do Cinema Africano, o FCAK apresenta este ano uma programação rica e diversificada representada através da participação de vários artistas e cineastas africanos e a apresentação dos seus trabalhos.



Plataforma incontornável dos cineastas e artistas africanos de renome, esta edição conta com um júri africano de excepção, presidido por  Balufu Bakupa – Kanyinda, realizador congolês reconhecido.



O júri integra ainda 6 outros membros, nomeadamente Licínio Azevedo, cineasta e escritor brasileiro, Oumar Sall, autor e crítico senegalês, Apolline Traore, cineasta burquinense, Zézé Gamboa, realizador angolano,  Noufissa Ben Chehida, actriz marroquina, e Yasmine Bel Mahi, jornalista marroquina. 



Angop